Resí­duos Sólidos


 

Reciclagem é o termo empregado para o reaproveitamento de objetos materiais usados os quais serão novamente beneficiados como matéria-prima para um novo produto.

 

A expressão vem do inglês recycle (re= repetir, ecycle= ciclo).

O conceito de reciclagem já não é novidade para boa parte da população, mesmo que a maioria das pessoas não tenha o hábito de efetuar a separação dos diferentes tipos de lixos, mas com certeza já o fizeram em um parque ou em prédio comercial onde encontra as lixeiras coloridas.

A maioria dos materiais pode e devem ser reciclados como o papel, o metal, o plástico e o vidro.

Reciclar economiza energia, mas as maiores economias são dos recursos naturais, muitas vezes não renováveis, a reciclagem contribui para a diminuição significativa da poluição do solo, da água e do ar. Reciclando diminuímos a quantidade de lixo e no final ajudamos os aterros que estão com os dias contados.

Os resultados da reciclagem são expressivos no sócio ambiental, e hoje já movimenta a economia sendo fonte de renda de muitas famílias, para as indústrias reciclar materiais é uma forma de reduzir custos de produção.

A partir dos anos de 1980 o volume de lixo no planeta vem aumentando drasticamente com a industrialização mecanizada e o novo conceito dos descartáveis.

A educação ambiental é o caminho para que a sociedade saiba diferenciar o que luxo e o que é lixo.

Alguns são culpados, mas todos responsáveis por um futuro sustentável.


As cores da RECICLAGEM:

No Brasil foram padronizadas as cores dos cestos para reciclagem

Azul: papel/papelão

Vermelho: plástico

Verde: vidro

Amarelo: metal

Preto: madeira

Laranja: resíduos perigosos

Branco: resíduos ambulatoriais e de serviços de saúde

Roxo :resíduos radioativos

Marrom: resíduos orgânicos

Cinza: resíduo geralmente não reciclável, misturado ou contaminado, não sendo possível de separação.

A tabela abaixo não é novidade para muita gente, gostaria somente que refletissem que diariamente são jogados no planeta aproximadamente 8 milhões de toneladas de lixo, e se colocarmos em caminhões esse lixo, e colocássemos um caminhão atrás do outro em fila indiana,daria para dar duas voltas no planeta por dia, 60 voltas por mês.

Qual é o tempo que os materiais levam para se decompor?


 

Guia da Reciclagem:
Temos de reciclar por que? Porque somos responsáveis por nossos lixos. 

A Gestão de Responsabilidade Compartilhadainicia com o consumidor com o processo do retorno dos resíduos após uso do produto, e/ou embalagens é a Logística Reversa.


Tudo o que estão na sua casa vai virar lixo um dia. De alimentos, guardanapos e roupas, até as próprias paredes, que se transformarão em entulho.

Separar o lixo seco de todos os restos orgânicos: um copo sujo de cafezinho pode inutilizar quilos de papel limpo e reciclável.
Se você colocar um reciclável sujo no cesto, poderá fazer que um cesto todo fosse contaminado.

Separar o lixo seco por tipo de material. Ou se não tiverem espaços separem o lixo seco do orgânico, as empresas e cooperativas farão uma nova triagem.

Amassar latas e garrafas plásticas ajudará, pois diminuem o volume dos recicláveis no transporte.

Separando o lixo

Comece separando em casa os materiais não recicláveis dos recicláveis, coloque diretamente nos cesto de seu condomínio ou caso não tenha, coloque-os no mesmo saco.

Local de armazenamento dos recicláveis

É necessário que o condomínio crie um ambiente e este local esteja sempre limpo e fechado, para evitar o mau cheiro e a entrada de ratos, baratas, mosquitos e outros animais que possam contribuir para o surgimento de doenças.

O ideal é que esse local seja azulejado até o teto, para facilitar a limpeza. Uma solução usada por alguns prédios é o uso de contêineres de plástico. Importe, coloque no local da reciclagem extintores de incêndio.

Treinamento para os responsáveis

Outra importante questão é sobre o responsável por manipular os materiais. Os profissionais de limpeza devem receber treinamento, usar os equipamentos adequados, evitando que sejam misturados os recicláveis com o orgânico.


Retirada dos Recicláveis:

A REDE VERDE DE CONDOMÍNIOS contará com o auxilio de profissionais para indicar a cooperativas e ou caminhões da prefeitura para retirar periodicamente os recicláveis, a Companhia Ecológica esta estreitando com as prefeituras o processo de coleta seletivo para atender a legislação federal que obriga os municípios a executarem esse serviço.

Dicas sobre coleta seletiva:

Os resíduos precisam ser lavados antes do descarte, para evitar a contaminação de outros materiais durante o processo de reciclagem.


Vidro:embalagens, garrafas, copos e vidro de janela. Os cacos devem ser embrulhados em jornal ou papelão, para evitar acidentes.

 

Papéis: jornais, revistas, folhas de caderno, formulários de computador, caixas de papel e papelão em geral, aparas de papel, fotocópias, envelopes, folhas sulfite usadas e etc.

Não-reciclável: papel carbono, celofane, papel vegetal, termo-fax, papéis encerados ou plastificados, papel higiênico, lenços de papel, guardanapos, fotografias, fitas ou etiquetas adesivas.


Metal: latas de folha de flandres (lata de óleo, salsicha, leite em pó), latas de alumínio (refrigerante, cerveja), aço (talheres, armações de óculos), embalagem marmitex, chapas de metal e papel alumínio.

Não reciclável: clipes, grampos, esponjas de aço, tachinhas, pregos e canos.


Plástico:materiais feitos em PVC rí­gido, como canos, copos, pratos, potes e embalagens plásticas (saco de arroz, feijão), tampas plásticas, garrafa PET, CD e DVD (são considerados plástico misto), sacolinhas plásticas e filme plástico, tubos de pasta de dente, embalagem de xampu, detergente e dos demais produtos de higiene e beleza, e "capinha" da caneta esferográfica (retire a carga).

Não reciclável: plásticos termofixos (usados em computadores, telefones), embalagens plásticas metalizadas (como as de salgadinhos).